Organização financeira empresarial Organização financeira empresarial

Organização financeira empresarial: veja a importância e como fazer!

4 minutos para ler

A organização financeira empresarial constitui o conjunto de ações com as quais você mantém um controle das atividades financeiras da empresa, no que diz respeito ao planejamento, ao controle e a gestão dos recursos da empresa.

É um processo que inclui a adoção de determinados indicadores financeiros, o uso de sistemas e ferramentas tecnológicas e até mesmo métodos de controle e gestão monetária do negócio. A organização financeira permite equilíbrio das finanças, realização de investimentos a médio e a longo prazo e a estruturação de reservas emergenciais.

Saiba mais sobre como implementar a organização financeira em sua empresa!

Como fazer uma boa organização financeira empresarial

O processo de organização financeira é uma atividade diária que vai possibilitar escolhas conscientes e a correta avaliação da condição econômica da empresa. É, portanto, uma ação que beneficia micro, pequenas, médias e grandes empresas a formatarem projeções acertadas para os próximos períodos.

Use indicadores financeiros

Indicadores financeiros são as métricas de resultados que permitem analisar o desempenho da empresa e de seus resultados. Por meio do acompanhamento e da análise desses indicadores, é possível verificar os resultados passados para fazer previsibilidade dos orçamentos futuros.

Um dos indicadores financeiros que merecem sua atenção é a rentabilidade, isso é, qual foi o êxito econômico ou financeiro da empresa em relação ao capital aplicado. Para calcular a rentabilidade de sua empresa, use a fórmula:

Rentabilidade = Rendimento Líquido x 100 / Valor Investido.

Outro indicador é o ticket médio, que se refere ao valor das vendas de um período, de modo a identificar quantos negócios rentáveis têm sido fechados para a empresa. Para calcular o ticket médio, temos a seguinte fórmula:

Ticket Médio = Faturamento do mês / Quantidade de vendas no mês.

Por fim, acompanhe a liquidez de sua empresa, ou seja, os títulos, os bens e as ações que são negociáveis ou convertidos em dinheiro vivo. Esse indicador é importante, pois, em situações críticas, você pode precisar de capital para custear as despesas até que tudo se estabilize.

Tenha boas ferramentas tecnológicas

Obter auxílio de ferramentas tecnológicas é imprescindível para um bom controle financeiro. Você já deve ter percebido que a dinâmica de uma empresa é sempre movimentada e repleta de situações com as quais lidar, o que dificulta a organização das finanças.

Softwares automatizados auxiliam o acompanhamento do fluxo de caixa e tornam mais ágeis a verificação de resultados, o recebimento de relatórios e, consequentemente, as conclusões que vão levar sua empresa rumo aos objetivos financeiros.

Conheça bons métodos de organização financeira

Assumir o controle do faturamento de uma empresa e conquistar a tão sonhada organização financeira requer a adoção de alguns métodos, como o fluxo de caixa e o controle de pagamentos.

O fluxo de caixa consiste em registrar as entradas e saídas de dinheiro da empresa. É um tipo de controle que possibilita compreender a geração de receitas e se conscientizar sobre qual é a estrutura do negócio, identificando quais gastos podem ser evitados.

Já o controle de pagamentos é uma forma de organizar as contas, de modo que tenha um registro das contas que a empresa vai receber e as que têm que pagar em determinado período. Identifique, por meio desse controle, as vendas parceladas que foram realizadas, clientes ativos e inativos, entre outras circunstâncias.

A organização financeira empresarial é um processo que deve ser feito diariamente pelo gestor da empresa, a fim de compreender a realidade econômica da empresa e quais atitudes tomar para fazer investimentos seguros e alcançar a estabilidade do negócio.

Para saber mais sobre organização financeira empresarial, acesse o e-book de Organização Financeira elaborado pelo Sebrae!

Posts relacionados

Deixe um comentário