Saiba o que é cadeia de valor e como gerar mais relevância aos clientes com ela

3 minutos para ler

Para crescer, uma empresa precisa combinar seu potencial competitivo à lucratividade. Entretanto, o lucro depende da cadeia de valor gerada pela marca.

Pensando nisso, este artigo define o que é valor e como ele impacta a compra final do produto. Além disso, o texto desmembra a Teoria de Porter em relação aos dois elementos essenciais da cadeia de valor: as atividades primárias e as de apoio. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura!

O que é valor e como ele influencia na compra?

Em uma empresa, o valor é um conjunto de medidas que servem para agregar lucro e melhorar a competitividade da instituição frente à concorrência. Para isso, o processo se baseia em uma cadeia de atividades, desde o input (entrada) até o output (saída) dos produtos.

Mas sabe como o valor impacta a compra dos ativos da empresa? A resposta é que o lucro obtido corresponde à definição de valor da marca, tendo uma influência direta sobre a forma como as pessoas consomem os bens daquela empresa. Assim, quanto mais valor tiver a instituição, mais lucrativa e competitiva ela será.

Qual é o conceito de cadeia de valor?

Cadeia de valor é o processo pelo qual uma organização passa, desde o contato com os fornecedores até a última fase de distribuição de produto ou serviço, para criar valor de marca.

Nesse momento, a instituição se baseia em um fluxograma para contabilizar todas as atividades que levaram à construção do bem, tornando esse procedimento mais confiável.

As atividades da cadeia de valor determinam os custos finais na empresa, afetando lucros e impactando cliente. Por isso, a gestão deve usar o conceito como ferramenta para compreender as fontes de valor dentro da instituição.

Baseando-se na teoria de Michael Porter, professor da Harvard Business School e autor de livros sobre competitividade, a cadeia de valor está estruturada em duas etapas essenciais: as atividades primárias e as atividades de apoio.

Atividades primárias

Não é por acaso que esse grupo é classificado como “primário”, pois toda empresa precisa dessas atividades para funcionar. Portanto, a logística interna (entrada), a logística externa (saída), o serviço, o marketing de vendas e as operações se inserem nessa primeira classificação da cadeia de valor.

Atividades de apoio

Por outro lado, seguindo o primado de Michael Porter, as atividades de apoio dividem-se em diversas etapas, gerando alguns valores variados e destinando-se a indústrias diferentes. Nesse sentido, as quatro categorias de “apoio” são:

  • aquisição;
  • desenvolvimento da tecnologia;
  • gerência de recursos humanos;
  • infraestrutura da empresa.

Na sua empresa, é preciso distinguir uma série de etapas da cadeia de valor para agregar competitividade à marca. Nesse processo, verifica-se inicialmente a entrada de matéria-prima, a forma como se dá o contato com fornecedores e a comercialização dos produtos junto aos consumidores.

Sabendo do quadro empresarial e administrativo estruturado pela cadeia de valor, o qual passa por atividades primárias e atividades de apoio na companhia, você pode avaliar como aumentar o preço e agregar mais valor aos seus serviços e produtos, oferecendo sempre benefícios aos clientes da marca.

O artigo foi útil para você, não é mesmo? Então continue se informando sobre os processos que podem tornar a sua marca mais competitiva no mercado. Agora, leia o post sobre modelagem de processos de negócio! [Inserir link]

Posts relacionados

Um comentário em “Saiba o que é cadeia de valor e como gerar mais relevância aos clientes com ela

Deixe um comentário